Ceará supera o Flamengo no Maracanã e agrava a crise rubro-negra

Repetindo o placar do primeiro turno, o Ceará voltou a vencer o Flamengo, desta vez no Maracanã, e assumiu a 9ª colocação no Campeonato Brasileiro. Com ótima atuação da defesa, os alvinegros aproveitaram os raros momentos ofensivos para liquidar a partida. Aos 12 minutos, Vina abriu o placar e, aos 44 do segundo tempo, Kelvyn sacramentou a vitória para os visitantes.



Foto: Fausto Portela/CearáSC

A crise, que já havia sido instaurada na Gávea, se intensificou na tarde deste domingo, 10, após o Flamengo perder o seu segundo jogo consecutivo. Esse foi o quarto revés de Rogério Ceni comandando a equipe rubro-negra. Agora, o treinador tem o retrospecto de quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas (44,4% de aproveitamento). Além disso, o resultado de ontem, contra o Ceará, foi o mais impactante desde a sua chegada.


Inicialmente, Rogério optou por três alterações na escalação. César, Gustavo Henrique e Pedro começaram dentro de campo, enquanto Hugo, Natan e Gabriel Barbosa estavam fora dele. Antes da bola rolar, já haviam torcedores flamenguistas reclamando da atitude do técnico. Posteriormente, no decorrer da partida, a ira aumentou ainda mais, pois o treinador fez substituições equivocadas, comprometendo o esquema tático do time.



Foto: Jorge Rodrigues/AGIF

No entanto, a culpa não é somente de Ceni. Ontem, os jogadores rubro-negros tiveram mais um desempenho desastroso. Pedro, que estava na vaga de Gabriel, perdeu ao menos três chances claras para empatar a partida, quando o placar ainda marcava 1 a 0 para o Ceará.



Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Nota-se, também, a falta de criatividade nas construções das jogadas. Atualmente, o Flamengo se tornou uma equipe previsível. A evidência da escassez de produção do time é o alto número de cruzamentos, principalmente no jogo de ontem. Foram 24 bolas alçadas na área contra apenas 8 dos alvinegros - o triplo. É assustador porque o elenco é qualificado, mas tem um repertório básico e sem precisão.



Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Do outro lado, o Ceará se encontra em fase oposta aos rubro-negros. Com o triunfo, os nordestinos chegaram a 39 pontos e alcançaram a 9ª colocação no Brasileirão. Os três pontos fizeram com que eles igualassem a mesma pontuação feita em toda a competição de 2019. Agora, a meta é ultrapassar a melhor temporada da história do clube na era dos pontos corridos, que foi em 2010, quando terminou com 47 pontos e classificado à Sul-Americana.



Foto: Fausto Filho/CearáSC

21 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações.

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2021 por Giro Esportivo.