(22) 3853-1290.jpg
Rua dos Leites, 35 - Centro - Pádua - Tel. (22) 3851-0739.jpg
(22) 3861-3595.png
(22) 3861-2200  3861-2397.jpg

Flamengo conquista a terceira Libertadores de sua história pelos pés de Gabigol

No último sábado (29), Flamengo e Athletico Paranaense mediram forças na grande final da Libertadores da América em Guayaquil, no Equador. Logo após a expulsão do zagueiro Pedro Henrique, Gabigol anotou o único tento da decisão, garantindo o tricampeonato dos rubro-negros cariocas no torneio.


Foto: Luisa Gonzalez/Reuters

Enquanto um buscava retomar a ascensão do futebol no continente, o outro tentava beliscar o inédito título da Libertadores. Em uma tarde muito ensolarada, não era de se esperar um jogo frenético no Equador, pois o time que se portasse melhor diante das condições climáticas do ambiente, se sobressairia no final do embate.


Foto: Divulgação/Jogada 10

No entanto, o Athletico não estava preparado para enfrentar essa situação - completamente desfavorável - durante todo o segundo tempo. Isso porque aos 45 minutos da primeira etapa, Pedro Henrique chegou atrasado na disputa com Ayrton Lucas e acertou o jogador flamenguista, recebendo o segundo cartão amarelo e deixando o Furacão com um a menos até o apito final.


Foto: Divulgação/Flamengo

Desesperado para buscar consertar a sua equipe no intervalo, Felipão nunca havia visto quatro minutos passarem tão devagar assim. E foi justamente antes do juiz encerrar o primeiro tempo que o Flamengo aproveitou da fragilidade athleticana para abrir o placar em Guayaquil. Após excelente jogada de Éverton Ribeiro pela direita, o meia cruzou para Gabigol apenas empurrar para o gol vazio.


Embora estivessem com um a mais durante toda a segunda etapa, o Flamengo encontrou bastante dificuldade para infiltrar a defesa adversária. O Athletico, por sua vez, parecia estar em igualdade numérica em campo, porque conseguiu amedrontar os cariocas diversas vezes, mesmo que não levassem tanto perigo assim ao gol defendido por Santos.


Foto: Divulgação/Conmebol

A decisão ficou aberta até o encerramento da partida, no famoso lá e cá, onde o time da Gávea tinha mais domínio, mas o Furacão não hesitava em contra-atacar nos espaços deixados pelos comandados de Dorival Júnior. Porém, o apito final não demorou para ser soado pelo árbitro, coroando o terceiro título do Flamengo na Libertadores, e adiando o sonho da massa athleticana em conquistar a América.

(22) 3861-2956.jpg
Rua Mal. Floriano Peixoto, nº 98 Centro, Miracema - RJ.jpg
CalceMais.calcados.jpg