(22) 3853-1290.jpg
Rua dos Leites, 35 - Centro - Pádua - Tel. (22) 3851-0739.jpg
(22) 3861-3595.png
(22) 3861-2200  3861-2397.jpg

Mesmo fora de casa, Flamengo se impõe e vence o Corinthians com tranquilidade

Na noite desta terça-feira (02), Corinthians e Flamengo protagonizaram o primeiro jogo das quartas de final da Libertadores na Neo Química Arena. O estádio estava lotado, mas quem foi embora feliz foram os flamenguistas, que viram Arrascaeta e Gabigol concretizarem a vitória rubro-negra por 2 a 0 em São Paulo. O jogo da volta está marcado para a próxima terça-feira (09) no Maracanã.



Há quem diga que os desfalques dos donos da casa pesaram para a derrota contra o Flamengo, mas a verdade é que a equipe comandada por Dorival Júnior é superior tecnicamente e coletivamente ao Corinthians. Em Itaquera, vimos o poderio do time carioca, que soube se impor mesmo jogando longe do seu território.


Enquanto os mandantes buscavam nivelar o jogo, o Flamengo dominava as ações do meio-campo. Liderado por Arrascaeta e Éverton Ribeiro, o setor ofensivo não dava oportunidade de aliviar a defesa adversária, construindo muitos lances perigosos próximo a meta de Cássio. Este, por sinal, foi crucial para evitar um desastre ainda maior na Neo Química Arena.


Foto: Marcelo Cortes

Enfurecido com o primeiro tempo apático de seu time, Vitor Pereira voltou para a segunda etapa com Roger Guedes e Giuliano em campo, porém pouco mudou o que já se via nos 45 minutos iniciais. Tanto é que apenas aos 6 minutos do retorno do intervalo, Gabigol recebeu um passe de Rodinei para ampliar o marcador em Itaquera, complicando ainda mais a situação dos donos da casa.


Foto: Marcos Ribolli

Enquanto isso, Dorival Júnior modificou algumas peças sem perder a essência da equipe. Com a entrada de Vidal, o Flamengo conseguiu cadenciar o meio-campo com toques de bola de qualidade, colocando o Corinthians na roda, como se diz na gíria futebolística. No ataque, a reposição também foi de elevado nível. Éverton Cebolinha e Lázaro entraram para causar um alvoroço maior na defesa do Timão, que precisou se manter fechado na zaga para não terminar a partida com uma diferença no placar acima do que já estava.


Foto: Marcos Ribolli

Após o apito final, a torcida corintiana se recusou ir embora, prestigiando os jogadores, ou alguns, que não se entregaram em nenhum momento do jogo. Do outro lado, os flamenguistas presentes fizeram uma verdadeira festa para os atletas, valorizando o excelente desempenho coletivo e individual de cada um, tendo o devido reconhecimento por parte do plantel rubro-negro.

(22) 3861-2956.jpg
Rua Mal. Floriano Peixoto, nº 98 Centro, Miracema - RJ.jpg
CalceMais.calcados.jpg