• Henrique Chiapini Pereira

Polêmicas envolvendo o VAR marcam a sexta rodada do Campeonato Brasileiro

As polêmicas envolvendo o VAR aterrorizaram a sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Logo no jogo de abertura, o árbitro de vídeo anulou dois gols do Botafogo, consolidando a vitória do Internacional. Na Vila Belmiro não foi diferente. Depois da invalidação de dois tentos do Santos, o Flamengo marcou o único gol (validado) da partida. Já no clássico carioca, o VAR não foi o protagonista, mas sim o Fluminense, que venceu o Vasco por 2 a 1 no Maracanã.



Botafogo 0x2 Internacional



Nesse sábado, 29, Botafogo e Internacional abriram a sexta rodada do Brasileirão. Com gols de Thiago Galhardo e Boschilla, os colorados venceram e alcançaram a liderança da competição. Enquanto isso, os alvinegros permanecem na décima quinta posição, com um jogo a menos.



Foto: Internacional/Instagram


Com o mesmo esquema tático montado contra o Atlético Mineiro, o Botafogo entrou em campo esperando repetir a mesma perfomance diante do Internacional. Jogando com três zagueiros, o 'Glorioso' buscava se defender para, então, contra-atacar e definir o jogo. Porém, não funcionou. Logo aos 5 minutos, após um excelente cruzamento de Moisés, Thiago Galhardo subiu por trás da zaga para estufar a rede alvinegra. Vivendo uma ótima fase, o atacante improvisado ainda deu uma assistência para Boschilla marcar o segundo gol da partida.



Foto: Internacional/Instagram


A lesão de Paolo Guerrero fez o Internacional ir em busca de um substituto. Sem respostas de Alexandre Pato, o colorado agiu rápido e contratou Abel Hernández. No entanto, o atacante ainda não poderá estrear, por causa da burocracia para a inscrição e a regularização do atleta.


Nesse caso, sem contar com o uruguaio, o Internacional visitará o Palmeiras na próxima quarta-feira, 2, às 21h30, no Allianz Parque. Já o Botafogo jogará no Nilton Santos novamente, quando receberá o Coritiba também nesta quarta-feira, às 20h30.



Fluminense 2x1 Vasco



Fluminense e Vasco protagonizaram o clássico carioca da rodada. Dodi e Fred colocaram os tricolores na frente, enquanto Talles Magno descontou para os cruzmaltinos. Com a vitória, o Fluminense entrou no G-4 e fez o rival cair para a terceira posição na tabela.


De acordo com a UOL, a última vez que os dois clubes fecharam a rodada juntos no G-4 foi há oito anos. Essa curiosidade é motivo de comemoração para ambas as torcidas, já que nem os mais otimistas esperavam um começo tão bom das duas partes. De um lado, Nenê comanda o bom momento tricolor e, do outro, Cano é o responsável pelo faro dos gols vascaínos.



Foto: Reprodução Internet


Com as expectativas elevadas, a igualdade no placar durou somente 2 minutos. Após uma jogada pela esquerda, a bola sobrou para Egídio, que rolou para Dodi aplicar uma belíssima finalização, sem chances para Fernando Miguel. Posteriormente, as principais oportunidades continuaram sendo para o Fluminense, mas os comandados de Odair Hellmann não conseguiram aproveitá-las.



Foto: André Durão/ge


Chegando próximo ao final do jogo, as substituições do técnico tricolor surtiram efeito. Com a participação de Wellington Silva, Ganso tocou para Fred marcar o segundo gol. Essa foi a primeira vez que o atacante balançou a rede desde o seu retorno.



Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.


Com 2 a 0 no placar, a vitória estava próxima das Laranjeiras, mas nem tanto, pois Talles Magno descontou para o Vasco e incendiou a partida. Aos 40 minutos do segundo tempo, após Marcos Felipe espalmar o chute de Bruno César, a promessa vascaína completou para o gol vazio. 7 minutos depois, o atacante se irritou com uma entrada de Igor Julião e empurrou o jogador tricolor, recebendo o cartão vermelho direto.


Agora, o Vasco tentará retomar o caminho dos triunfos contra o Santos, na próxima quarta-feira, às 21h30. Já o Fluminense fará um duelo mais tranquilo, contra o Atlético Goianiense - lanterna do campeonato -, às 19h15, também na quarta-feira.



Santos 0x1 Flamengo



Nesse domingo, 30, Santos e Flamengo disputaram a vitória na Vila Belmiro. Melhor para os rubro-negros que, mesmo jogando pior, conseguiram sair com o triunfo. Gabriel fez o único gol (validado) do jogo. Com isso, os cariocas subiram para a nona posição, com oito pontos. Logo atrás vem o Santos, com um ponto a menos.


O duelo foi um prato cheio para os acusadores do VAR. O grande incômodo nem foram as decisões em si, mas sim a demora para tomá-las. Os árbitros de vídeo foram acionados três vezes ao longo do confronto, totalizando quase 10 minutos de paralisação. Um absurdo.



Foto: Ricardo Moreira/Estadão Conteúdo


Com dois gols anulados nos primeiros 15 minutos de jogo, o Santos começou encurralando o Flamengo. Os rubro-negros tentavam responder com algumas subidas ao ataque, mas era o 'Peixe' que ditava o ritmo da partida. No entanto, no final do primeiro tempo, após um erro individual de Felipe Jonatan, o Flamengo se projetou para um contra-ataque mortal. Gabriel recuperou a bola, tocou para Michael, que devolveu para o ex-santista estufar a rede de João Paulo. Na etapa complementar, com as substituições impostas por Domenèc Torrent, os visitantes conseguiram igualar o confronto, mas nada com que alterasse o placar construído nos 45 minutos iniciais.



Foto: Maurício de Souza/Diário do Litoral/Estadão Conteúdo


Essa foi a primeira vitória rubro-negra no estádio desde 2011. Ainda buscando a ascensão no campeonato, o Flamengo visitará o Bahia, na próxima quarta-feira, 2, às 20h30, no Estádio de Pituaçu. Enquanto isso, o Santos receberá o Vasco, às 21h30, novamente na Vila Belmiro.

28 visualizações

Receba nossas atualizações.

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Giro Esportivo.