(22) 3853-1290.jpg
Rua dos Leites, 35 - Centro - Pádua - Tel. (22) 3851-0739.jpg
(22) 3861-3595.png
(22) 3861-2200  3861-2397.jpg

Temporadas clássicas - 2006: Schumacher vs Alonso


Foto: Reddit

Em um embate de gerações tão espetacular como o que presenciamos neste ano, em uma temporada disputada minuciosamente ponto a ponto, em um duelo à parte entre duas montadoras pela glória, eis a pergunta que fica no ar: seria a primeira vez em toda a história que um promissor jovem, dentro de uma alcateia de leões, desafiou a posse do trono de um experiente líder? Não! Em uma galáxia não muito distante, em 2006, Fernando Alonso e Michael Schumacher protagonizaram uma das temporadas mais acirradas da Era Moderna, sendo esse o assunto do nosso papo de hoje.


De um lado, um espanhol comprometido em ser coroado como rei, do outro, um imperador vitorioso lutando contra a sua temporária queda. Este era o vertiginoso cenário que se encontrava o prólogo da temporada 2006: Fernando Alonso era o campeão mundial do ano anterior e protagonizava uma estabelecida ascensão da montadora francesa Renault; Michael Schumacher, por sua vez, já não se via mais naquele domínio avassalador do início da década e não tinha muita certeza se o alcançaria de novo com a Ferrari - o alemão já estava para fazer 37 anos na época. E com este cenário, começa a que seria uma das temporadas mais espetaculares da década.


Com o favoritismo ao seu favor, Alonso fez uma primeira metade de temporada impecável, vencendo seis das 13 primeiras corridas, além de quatro segundos lugares. Schumacher, por outro lado, teve um início um tanto conturbado - venceu só em Imola e em Nurburgring - mas, após a chegada de melhorias para a Ferrari 641, reagiu posteriormente com uma tríade de vitórias consecutivas antes das férias de verão. Neste momento, Alonso e Schumacher estão separados por dez pontos - lembrando que a vitória valia exatamente este valor - com a liderança para o espanhol, faltando cinco corridas.


No Istanbul Park, na Turquia, Felipe Massa, companheiro de Ferrari de Michael, conquista essa que seria a primeira pole de sua carreira, com o alemão logo atrás. No domingo, o brasileiro liderou com maestria caminho à sua tão esperada primeira vitória, logo atrás, Alonso e Schumacher travaram um duelo roda com roda eletrizante até a bandeirada.


No Templo da Velocidade, em Monza, Alonso sofreu uma determinante quebra de motor após largar do meio do grid e Schumacher se encontrou com a vitória em casa, na frente dos Tifosi. Na coletiva de imprensa pós-corrida, Michael Schumacher, naquele dia 10 de setembro de 2006, anunciaria oficialmente a sua aposentadoria.



Foto: Happy Shopping

Em Shangai, na China, em condições adversas com piso molhado, o alemão venceu as Renaults e caminhou para essa que seria a última vitória da carreira mais bem sucedida do esporte a motor naquela época, a de número 91. Neste exato momento, nem um fio de cabelo separa os protagonistas da temporada: 116 a 116, o momento mais decisivo do campeonato.


Em Suzuka, no Japão, pole de Felipe Massa novamente, também Schumacher atrás. Na corrida, as Ferraris ganham terreno, trocam posições e veem o alemão a caminho de uma vitória para lá de importante, mas… na volta 37, o inesperado acontece: o 2.4L V8 da 641 começa a fumaçar e… Schumacher abandona estando na liderança. Com um sorriso de orelha a orelha embaixo do capacete, Alonso vê o rival fora e caminha para a sua última vitória naquele ano. Se antes estavam empatados, agora o espanhol se encontra dez pontos à frente - para Alonso, bastaria estar nos pontos agora.


E o último capítulo dessa novela: o GP do Brasil. Sendo o piloto da casa, tendo a torcida ao seu favor e vestindo um macacão verde e amarelo, Massa foi intocável: pole com sobras, liderança de ponta a ponto e vitória em Interlagos, a primeira de um brasileiro desde um sujeito conhecido como Ayrton Senna da Silva, em 1993. Dos que conseguiram pelo menos enxergar de longe o brasileiro, Alonso assegurou o bicampeonato em segundo e Jenson Button, terceiro.


As memórias finais do campeonato são o caminhar de Michael, com um sorriso discreto, uma expressão de orgulho poucas vezes estampada em seu rosto, indo em direção ao espanhol para parabenizá-lo pela conquista, de uma forma que considero até paterna, até porque, acima de tudo, ele enxergou em Alonso o que um dia ele já tinha sido… assim termina a temporada 2006.

(22) 3861-2956.jpg
Rua Mal. Floriano Peixoto, nº 98 Centro, Miracema - RJ.jpg
CalceMais.calcados.jpg