• Henrique Chiapini

THE LAST FIGHT - ANDERSON SILVA


Foto: UFC Brasil/Divulgação


Um dos maiores nomes do Ultimate Fighting Championship (UFC), Anderson Silva anuncia aposentadoria após enfrentar Uriah Hall, nos Estados Unidos.


Na noite do último sábado, 31, o ciclo de Anderson Silva como atleta de Artes Marciais Mistas (MMA) se encerrou. Posteriormente a um ano e cinco meses distantes dos octógonos, o brasileiro fez sua última luta frente ao jamaicano, Uriah Hall. A despedida não teve o desfecho esperado, o principal representante do Brasil foi derrotado por nocaute técnico.


O Aranha, como ficou conhecido no âmbito esportivo mundial, iniciou sua carreira profissional aos 22 anos de idade. Ao longo de sua trajetória vencedora defendendo a nação nas arenas norte-americanas, o ex-campeão da categoria Peso-Médio apresenta um cartel invejável, com 34 vitórias e 11 derrotas, além de ser o recordista na manutenção do título, aproximadamente 2.457 dias.



Foto: Estadão


Anderson Silva ganhou notoriedade no cenário ao encarar Vitor Belfort em 2011. A disputa foi intitulada por autoridades como “a luta do século”. Nesta, Silva teria acertado um golpe com o pé esquerdo no rosto e levado ao solo o lutador mais jovem a ser campeão do UFC e sacramentado o seu trigésimo triunfo na competição.



Foto: Torcedores.com


Esportistas de alto rendimento estão sujeitos a lesões na prática de suas atividades e o brasileiro fez parte dessa triste estatística. Confrontando Chris Weidman em 2013, Anderson fraturou a Tíbia e a Fíbula, ossos da perna, ao aplicar chute no oponente e ficou afastado dos octógonos por 13 meses. Todavia, esse não seria o maior desafio de sua vida. Em novembro de 2017, após exame antidoping feito pela Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA), detectou-se o uso de testosterona sintética e diurético, utilizados para melhoria no desempenho dos atletas. Dessa forma, o brasileiro só pôde retornar suas funções no ano seguinte.


Em sua conta na rede social, Anderson "The Spider" Silva divulgou o seu desligamento do ofício de competidor pelo UFC e agradeceu o apoio de todos que, de alguma forma, ajudaram-no e incentivaram-no a crescer como pessoa e profissional.


"Quero agradecer a Deus por ter me concedido o dom da luta! Obrigado meu povo por toda compreensão, por todo apoio de vocês e pelos incríveis momentos que juntos vivemos neste esporte!!! Gratidão eterna a todos! Espero ter deixado na memória e no coração de cada um de vocês um pouco de quem eu sou, que vocês possam superar dificuldades, cada segundo de incertezas e para superar obstáculos em suas vidas!"



Foto: Estadão



Por: Marcos Moreira

18 visualizações

Receba nossas atualizações.

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Giro Esportivo.