• Henrique Chiapini Pereira

Quarta-feira de Libertadores agita o futebol brasileiro

Nesta terça-feira, 15, a Libertadores da América retornou após seis meses de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. Dos times brasileiros presentes no torneio, apenas o Grêmio foi derrotado. Athletico Paranaense, Internacional e Palmeiras venceram os seus jogos, já o Santos, empatou. Hoje, São Paulo e Flamengo fecham a rodada.





Internacional 4x3 América de Cáli



Ao anoitecer desta quarta-feira, 16, Internacional e América de Cáli brigaram pelos três pontos no Beira-Rio. Em um jogo de sete gols e com um final eletrizante, os colorados venceram e permaneceram na liderança do Grupo E da Libertadores.



Foto: Ricardo Duarte/Internacional


A ausência de centroavante não é um problema para o Inter



Nos primeiros jogos do Campeonato Brasileiro, os gaúchos contaram com a boa fase de Paolo Guerrero para deslanchar na competição, mas o craque se lesionou logo na terceira rodada e, com isso, desfalcará a equipe até o final da temporada. William Pottker foi a alternativa para substituir o peruano, mas o atacante não aproveitou a oportunidade. Sem outras opções no elenco, Eduardo Coudet encontrou a solução improvisando Thiago Galhardo. Até o momento, o jogador precisa de 79 minutos em campo para marcar um gol. Incrível, mas o Internacional ainda precisava de um centroavante de ofício, porque a posição estava escassa no plantel. Desse modo, Abel Hernández foi contratado para suprir a necessidade do time. Na vitória de ontem, o atleta fez o seu primeiro e segundo gol com a camisa colorada, mostrando o porquê da sua escolha.



Foto: Ricardo Duarte/Internacional


No final do primeiro tempo, o Inter foi para o vestiário com 3 a 1 no placar. O resultado destacava o favoritismo dos gaúchos, que foram superiores nos 45 minutos iniciais. Na volta do intervalo, o América de Cáli demorou apenas três minutos para descontar a vantagem. E não parou por aí. Antes de empatar a partida, os colombianos obrigaram Marcelo Lomba trabalhar mais duas vezes. Porém, entrando nos acréscimos finais, Boschilla finalizou de fora da área e fez o seu segundo gol no jogo. Antes da bola estufar a rede, houve um desvio da zaga adversária que deslocou o goleiro Chaux, concedendo a vitória para o Internacional.







Universidad Católica 2x0 Grêmio



Com vários desfalques, o Grêmio foi ao Chile visitar a Universidad Católica. Zampedri e Pinares marcaram os gols que consolidaram a primeira vitória dos mandantes na Libertadores. O placar poderia ter sido maior, mas Vanderlei impediu.



Foto: Universidad Católica/Twitter


Para o Grêmio, o duelo não parecia ser tão difícil, pois o clube chileno não havia somado nenhum ponto na competição. Entretanto, a Católica dominou os brasileiros do início ao fim. Após Pedro Geromel ser substituído, por ter sentido um problema na perna direita, o 'Imortal' sofreu dois gols consecutivos. E foram por falhas defensivas. No primeiro, Bruno Cortêz deu espaço para Zampedri dominar e finalizar no canto direito de Vanderlei. Já no segundo, Rodrigues, que havia acabado de entrar no lugar de Geromel, errou o corte e a bola sobrou para Pinares ampliar o marcador. Os chilenos poderiam ter feito o terceiro ainda no primeiro tempo, porque David Braz falhou na interceptação e deixou o atacante adversário cara a cara com goleiro gremista, mas o chute foi fraco e facilitou a defesa. Enfim, um desastre no Estádio San Carlos de Apoquindo.



Foto: Universidad Católica/Twitter


Na volta para a segunda etapa, nada mudou. A Universidad Católica continuava criando oportunidades, enquanto o Grêmio tentava se defender para não sofrer mais gols. No fim, a derrota por 2 a 0 foi um resultado pequeno, em comparação ao andamento do jogo. Agora, o Grupo E da Libertadores está totalmente indefinido, pois América de Cali e Católica possuem três pontos, os tricolores permaneceram com quatro e o Internacional destoa, com sete.





Bolívar 1x2 Palmeiras



Jogando na altitude de La Paz, o Palmeiras venceu o Bolívar e se manteve com 100% de aproveitamento na Libertadores. Willian, de pênalti, e Gabriel Menino marcaram os gols do 'Verdão', enquanto Riquelme descontou para os mandantes. Praticamente classificado, o time paulista enfrentará o Guaraní, do Paraguai, na próxima quarta-feira, 23. Antes disso, o 'Porco' ainda terá o Grêmio pela frente neste domingo, 20, em um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro.



Foto: Conmebol/Twitter


Ganhar do Bolívar, em La Paz, não é para qualquer um. Jogando dentro de casa, essa foi a primeira derrota da equipe boliviana na temporada. Além disso, há 37 anos um time brasileiro não sabia o que era vencê-los na altitude. Em decorrência das adversidades atmosféricas, o Palmeiras fez uma excelente partida, sendo seguro na defesa e eficiente no ataque.



Foto: GettyImages


Após um passe errado do zagueiro adversário, Zé Rafael fez um ótimo lançamento para Rony, que invadiu a área e sofreu o pênalti. Willian, em uma cobrança rasteira e precisa, colocou os alviverdes na frente. Já no segundo tempo, Gabriel Menino arriscou de muito longe e mandou a bola no ângulo do goleiro Javier Rojas, que se esticou, mas nada pôde fazer. Atrás no placar, o Bolívar não se entregou e foi em busca do empate. Aos 21 minutos, Riquelme recebeu um cruzamento e cabeceou forte, porém em cima de Weverton que, mesmo assim, fez uma boa defesa e mandou para escanteio. Na cobrança, a bola desviou no meio do caminho e sobrou para o atacante novamente. Dessa vez, o argentino não perdoou e estufou a rede palmeirense. Mas, enfrentando uma zaga sólida, o Bolívar não conseguiu criar mais nenhuma oportunidade de gol e acabou saindo derrotado.

Receba nossas atualizações.

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Giro Esportivo.