• Henrique Chiapini

O futebol está muito além do poder financeiro.

Nessa sexta-feira ocorreu o sorteio das Quartas de Final da Liga dos Campeões. Os grandes favoritos, na maioria das vezes, são os que apresentam os elencos mais poderosos, ou seja, àqueles que possuem os maiores investimentos, repletos de jogadores de altíssima qualidade. Porém nem sempre é assim que acontece. Nas Oitavas de Final, o Ajax surpreendeu o Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu, goleando os merengues e eliminando-os da competição. Fato parecido ocorreu com o Manchester United. Os "Red Devils" haviam perdido o primeiro jogo por 2x0 no Old Trafford. Para reverter o placar, Solskjaer - técnico do United - não poderia contar com um de seus principais jogadores, Paul Pogba, que tinha recebido cartão vermelho na partida de ida. Mesmo assim, quando poucos acreditavam, os ingleses mostraram sua força e determinação, e com o "peso da camisa", alcançaram o tão sonhado objetivo: a classificação. Para coroar uma "fase maluca", o Porto conquistou a vaga nos acréscimos, contra a Roma, no Estádio do Dragão, em Portugal. Os italianos haviam vencido o primeiro jogo por 2x1, e como são os atuais semifinalistas do torneio, acreditava-se que conseguiriam passar adiante.

A verdade é que, mesmo um elenco sendo tão mais caro do que o outro, o futebol só é decidido dentro das quatro linhas. As vezes, o time mais valorizado se sobressai, mas quando se tem vontade de ganhar, o jogo fica equilibrado.

5 visualizações

Receba nossas atualizações.

  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 por Giro Esportivo.