Perto de jogos decisivos, Flamengo precisa provar uma melhoria aos seus torcedores

Neste sábado, 21, Flamengo e Coritiba se enfrentaram pela vigésima segunda rodada do Campeonato Brasileiro. A fim de espantar a má fase, que vem assombrando o time desde a era Domenèc, os rubro-negros entraram em campo pressionando os adversários. Tanto que, logo aos 3 minutos de jogo, Bruno Henrique já havia colocado o Flamengo à frente do placar. Essa atitude inicial relembrou - um pouco - os bons momentos vividos pela equipe em 2019, mas não foi o suficiente para encher os olhos dos torcedores.



Foto: Guito Moreto/Agência O Globo


É evidente que a vitória foi muito importante para retomar a confiança dos atletas, porém o excesso de gols perdidos preocupa os flamenguistas. De acordo com as estatísticas do SofaScore, o Flamengo é o time que mais desperdiçou chances claras no Campeonato Brasileiro (56). Em segundo lugar vem o Atlético Mineiro, com 20 oportunidades a menos do que a equipe carioca. Esses dados comprovam que o principal problema rubro-negro é a eficiência na conclusão ao gol, e não as construções das jogadas em si. Com um meio-campo de altíssima qualidade, os atacantes recebem ótimos passes a todo instante. Isso explica o bom momento de Pedro, que aproveitou a lesão de Gabriel para deslanchar no ataque do Flamengo. Mas, por outro lado, Bruno Henrique segue perdendo muitos gols e irritando os torcedores.



Foto: Alexandre Vidal/Flamengo


No entanto, o desempenho coletivo e individual do time ainda está longe do exibido no ano passado. E não é só o ataque que vem causando preocupações. Entre os dez primeiros colocados do Brasileirão, o Flamengo tem a segunda pior defesa, com 31 gols sofridos. O último jogo em que a equipe saiu sem sofrer nenhum gol foi contra o Athletico Paranaense, no dia 28 de outubro. Rogério Ceni terá um trabalho árduo para consertar a zaga rubro-negra, mas a falta de tempo é um grande empecilho para o treinador, já que são muitos jogos e o calendário é apertado.



Foto: Reprodução/Atlético Mineiro


Hoje, às 21h30, o Flamengo fará o primeiro jogo decisivo das oitavas de final da Libertadores. Sorte ou não, os rubro-negros enfrentarão um Racing (ARG) também em crise. O time argentino vem de quatro derrotas consecutivas no campeonato nacional, sendo que nos últimos três confrontos a equipe não balançou as redes.



Foto: Diário Olé


Fora de campo, os problemas continuam. Ídolo do clube, o ex-atacante Diego Milito anunciou neste domingo que deixará o cargo de diretor técnico, por divergências com o presidente Victor Blanco. Diante dessas circunstâncias, a partida de logo mais é primordial, tanto para o Racing quanto para o Flamengo, pois ambos vivem situações complicadas. Se os rubro-negros vencerem, a possível crise que estava se instaurando no grupo poderá ser amenizada.

22 visualizações0 comentário